Cães: como lidar com o medo, as pulgas e o calor





Como evitar que seu cão fique medroso
Cultivar relações com um grande número de pessoas desde cedo é um fator importante para o desenvolvimento de qualquer cão, que assim não corre o risco de se tornar medroso. Ele deve entrar em contato também com outros cachorros e até mesmo gatos – sadios e vacinados – logo que desmamar. “A fase que vai da sexta à décima semana de vida é particularmente propícia à socialização”, explica Rúbia Burnier, terapeuta e veterinária.
Como diminuir o calor que os cães sentem
Se em dias quentes a gente quase derrete, com a bicharada não é diferente. Para manter seu cachorro longe dos males típicos do calor, siga estas recomendações:
• Evite passeios no meio do dia. Prefira os períodos frescos da manhã e do final da tarde. Além da desidratação, há o risco de o asfalto queimar as patas dele. Não se esqueça de oferecer-lhe água fresca durante a caminhada.
• O sol forte pode causar queimaduras no focinho e nas orelhas. Consulte o veterinário para que ele prescreva um filtro solar
• Não deixe seu cão dentro do carro estacionado, mesmo que a janela fique ligeiramente aberta. Às vezes, a temperatura alta provoca distúrbios fatais.
• Se você tiver caminhonete, resista à tentação de levá-lo na carroceria só para tomar um arzinho. Freadas bruscas e batidas podem resultar em ferimentos graves. Acomode-o na cabine, protegido por cinto de segurança específico.
Como tratar as pulgas do cachorro
Você viu minigrãos pretos no pêlo do seu cachorro – ou gato – e desconfia que há pulgas no pedaço? Não passe nada sem consultar o veterinário, sob risco de provocar uma intoxicação grave. É preciso combater o problema com o produto certo: existem dosagens e formulações específicas para cada espécie e tamanho de animal. Como as pulgas são responsáveis por alergias e transmissão de vermes, o controle tem de ser bastante rígido. Isso significa, também, livrar o ambiente de possíveis larvas, aspirando o pó e aplicando o produto atóxico que o especialista recomendar.

Comentários

  1. Muito bem lembrado este assunto, que olhar triste deste bichinho...temos que respeitar e cuidar deles, pois são indefesos; qualidades que nem os chamados seres humanos tem, são fiéis e companheiros.Beijinho no seu coração
    Nicinha

    ResponderExcluir

Postar um comentário

Postagens mais visitadas deste blog

10 dúvidas sobre alisamento e Dica de produto Venutti

Biquínis e maiôs: modelos ideais para esconder pontos fracos e valorizar suas qualidades